O prefere morrer a admitir que Lula pode não ser candidato em 2018. Pode nem estar solto. Em lugar de campanha pode estar mofando na cadeia condenado por diversos crimes, todos eles envolvendo corrupção e lavagem de dinheiro. Nesse caso, o que fazer?

Na calada da noite o Partido dos Trabalhadores analisa nomes que poderiam representar o partido, ainda que seja para puxar votos em 2018. A escolha não é fácil. Os nomes mais conhecidos do PT estão atolados até as barbas na Lava Jato.

Um dos poucos sobreviventes, até agora, é o ex-prefeito de São Paulo, Fernando Haddad, que ainda não chafurda em escândalos. O nome conta com a simpatia pessoal de Lula, mas não entusiasma o PT. Em primeiro lugar, porque está longe de ser um bom de voto. Haddad, inventado como candidato por Lula, se elegeu prefeito de São Paulo quando o PT estava em alta. Em 2016, com o partido já em crise, foi derrotado por um estreante na política, o tucano João Doria.

Compartilhe:
  •  
  •  
  •  
  •  
  •  

One Response to Reconhecendo que Lula pode estar preso em 2018, PT trabalha nome alternativo para disputar Presidência

  1. Fernando Haddad, jamais teria sido eleito em 2012, caso Lula não houvesse costurado o apoio de Marta Suplicy e de Paulo Maluf, ex-prefeitos à época muito fortes eleitoralmente.
    Em campanha para presidente, Haddad ficaria entre a quinta e a sexta colocação no estado de São Paulo, algo como dois a três por cento dos votos.